Ceceio: interposição de língua durante a fala

Muitas mães me procuram no consultório preocupadas porque seus filhos estão falando com a língua para fora, o que é conhecido como “ceceio anterior”. Isso ocorre principalmente na emissão de palavras com o som do “S” e do “Z” (como em sapocenouramaçãassimazulcasa), as quais são produzidas de forma distorcida. É importante fazer algumas observações a esse respeito, pois há muitas dúvidas em relação à idade em que as crianças devem iniciar o tratamento para correção do ceceio.

O ceceio não faz parte do desenvolvimento típico da fala. O fato de a língua ser projetada entre os dentes durante a fala pode ser sinal de falta de espaço suficiente na cavidade oral, ou de alterações no posicionamento e na força da língua. Após a troca dos dentes decíduos pelos permanentes é comum haver mais espaço para a língua dentro da boca e, em muitos casos, o ceceio desaparece espontaneamente. Portanto, em alguns casos, indicamos aguardar até por volta dos 7 ou 8 anos de idade para, se necessário, iniciar o tratamento.

No entanto, alguns fatores podem estar relacionados à presença do ceceio e merecem intervenção antes desta idade:

1. Amígdalas muito aumentadas e/ou arcadas dentárias estreitas podem fazer com que a língua não tenha espaço suficiente dentro da boca.

2. Mordida aberta anterior (quando ao morder, os dentes da frente não se tocam) favorece a projeção da língua e esta, por sua vez, dificulta o fechamento da mordida.

3. Respirar pela boca, sugar o dedo ou chupeta e receber uma alimentação predominantemente líquida ou pastosa podem levar a uma flacidez e mau posicionamento da língua.

4. Alteração do frênulo lingual, conhecida como língua presa, também prejudica o correto posicionamento da língua.

Portanto, mesmo em crianças pequenas, sugere-se sempre uma avaliação fonoaudiológica especializada, para verificar a presença de fatores que podem contribuir para a manutenção do ceceio anterior. Intervir a tempo é sempre a melhor conduta! O fonoaudiólogo, se necessário, poderá solicitar avaliação de outros profissionais, como otorrinolaringologista ou dentista.

O tratamento do ceceio, quando indicado, é realizado por meio da terapia fonoaudiológica com exercícios de fala e de língua e pode ser realizado com crianças, adolescentes e adultos.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *